O seu filho tem todos os dentes de leite? Já contou?

A primeira dentição tem no total 20 dentes. E fica completa aproximadamente aos 3 anos de idade! É importante ter uma ideia de quais dentes existem e como eles são para conseguir fazer o acompanhamento do nascimento destes dentes!! Ou simplesmente agora já sabe que pode vir sempre aqui consultar!! Pode saber sempre quantos e quais dentes ainda faltam nascer!

De forma geral, os primeiros dentes a nascer são os incisivos centrais inferiores e os últimos são os segundos molares. E mais uma dica: os pré-molares não existem na dentição de leite, apenas na definitiva.

Vamos aprender mais sobre isto:

Aproximadamente aos 6 a 8 meses de idade, inicia-se a erupção dos incisivos centrais, seguidamente dos incisivos laterais, primeiros molares, caninos e segundos molares. De maneira geral, os inferiores antecedem os superiores. A sequência pode ser considerada uma sequência favorável. Nem sempre isto ocorre, podendo trazer, em alguns casos, transtornos para o desenvolvimento da mordida. Por vezes também ocorrem alterações desta erupção sem qualquer transtorno ou mesmo prejuízo para a criança.  Se quiser saber ao detalhe quando nasce cada dente pode consultar o mapa de nascimentos dos dentes. 

Nós temos duas gerações de dentes morfologicamente diferentes:

  • A primeira geração, a dentição de leite (dentição decídua, primária ou temporária), que abrange 2×10 dentes, em cada quadrante 5 dentes, dos quais 2 incisivos, 1 canino e 2 molares. Os dentes decíduos serão substituídos mais tarde pelos dentes permanentes.
  • A segunda geração, a dentição definitiva, permanente ou secundária, que consiste nos dentes análogos aos decíduos mais os molares permanentes, que aumentam a dentição, em relação à dentição decídua, em 12 dentes, resultando o total de 32.

Existem diferenças morfológicas entre os dois tipos de dentes:

  • O esmalte dos dentes de leite tem coloração branca mais clara e mais opaca do que a dos dentes permanentes.
  • O esmalte e as paredes da dentina são mais finas, o que faz com que a cárie chegue mais rapidamente à polpa e à raiz do dente, o que pode originar dor.
  • Os dentes de leite são absolutamente menores que os dentes permanentes.
  • As raízes dos molares decíduos são relativamente mais longas e afiladas do que as raízes dos dentes permanentes. Este espaço entre as raízes permite o desenvolvimento das coroas dos pré-molares.

 

Os dentes de leite são de extrema importância. Os dentes de leite interferem no desenvolvimento da fala e da mastigação, como servem de guia de erupção para os permanentes. A perda precoce poderá causar uma alteração na dentição permanente, podendo levar à necessidade de aparelho dentário

esquema primeiros dentes

Esquema dos primeiros dentes.

legenda do esquema de primeiros dentes