Qualquer coisa que aumente o interesse da criança pelos cuidados de saúde oral pode ser útil. Uma escova de dentes elétrica pode ser a resposta para uma criança que não gosta de escovar ou que não tenha destreza manual.

A opinião da American Dental Association (ADA)

Ambas as escovas, manual e elétrica, podem ser igualmente eficazes no combate à placa bacteriana. No entanto, as crianças que são relutantes à escovagem dos dentes ou que têm dificuldade em escovar os dentes com a escova manual, podem optar pela escova elétrica, porque esta pode ser mais fácil de manusear e até mais confortável.

Além de manter os dentes do seu filho limpinhos as escovas elétricas, à semelhança das manuais, existem numa variedade de estilos e temas para atrair as crianças.

Qual a escova elétrica que devo comprar?

Tal como o que já referimos no artigo sobre a escova manual ideal (ler aqui ), é importante escolher o tamanho certo e estilo para o seu filho. Certifique-se que seleciona uma escova de dentes elétrica com uma cabeça de tamanho infantil para que esta se encaixe corretamente na boca do seu filho e poder atingir todo o caminho até os dentes posteriores confortavelmente. Para as crianças mais jovens em que os dentinhos estão a erupcionar deve selecionar uma escova de dentes com cerdas macias, mais suaves para a gengiva.

As escovas que têm o selo de garantia da ADA garantem que as cerdas irão durar por um período de tempo normal e que não têm arestas ou componentes perigosos.

Opte por escovas elétricas recarregáveis porque são mais eficazes do que as escovas de bateria. Têm mais força e movimento direcional.

As escovas que utilizam movimento de oscilação da rotação têm demonstrado ser mais eficazes na remoção da placa bacteriana.

Opte por uma escova de dentes que toca música (temporizador) o tempo suficiente da escovagem ou um modelo com luz – quase que o seu filho pode escovar os dentes com luz apagada e a ouvir música, como se estivesse na discoteca!! Ahah

Depois de assegurar estas características, deixe o seu filho escolher a escova!! Pode até ter mais que uma escova de dentes disponível em casa para que eles escolham qual querem usar… assim irá captar o interesse deles!

Não descure a técnica de escovagem!

As escovas elétricas são recomendadas para crianças a partir dos 3 anos. Crianças até 10 anos devem ser supervisionadas ao usar uma escova de dentes elétrica. À medida que vão crescendo podem começar a utilizar a escova elétrica para adultos, mas devem começar na potência mais baixa e ir depois aumentando.

Evite esmagar os tufos contra os dentes. Use movimentos suaves e lentos para permitir a ação das cerdas elétricas.

Mas a escova de dentes elétrica não vai fazer o trabalho todo sozinha!! Ainda é necessário ajudar o seu pequenote na escovagem. Mostre como colocar a escova de forma a formar um ângulo de 45 graus, na direção da linha da gengiva.   

As escovas elétricas, especialmente aquelas com cabeça circular, higienizam um dente de cada vez, mas fazem uma limpeza mais profunda, se a criança tiver paciência.

Deve escovar os dentes 2 vezes ao dia, de manhã e à noite, e complementar a higiene com fio dentário e raspador da língua.

  1. Aplicar a quantidade do tamanho da unha do dedo mindinho do seu filho de pasta com flúor na escova
  2. Segurar a escova com a mão toda, mas com cuidado para não fazer pressão sobre os dentes.
  3. Não deve mover a cabeça da escova para a frente e para trás como com a escova de dentes manual, deve sim percorrer cada uma das faces dos dentes lentamente.
  4. Inclinar a escova na posição vertical para higienizar as superfícies interiores dos dentes anteriores superiores e inferiores.
  5. Lavar a escova e deixar secar na vertical.

 

Manutenção da escova idêntica à manual

A limpeza e manutenção da escova elétrica é idêntica à manual. Lavar após cada uso e armazená-la na posição vertical. Substituir a escova de dentes a cada três meses ou depois de uma gripe ou outra infecção. A escova de dentes de uma criança pode ter que ser substituída mais vezes do que as escovas de dentes dos adultos, especialmente se o seu filho tem a tendência de mastigar a escova.